quarta-feira, 31 de agosto de 2011

O MELHOR QUE TENHO


domingo, 28 de agosto de 2011

LITURGIA DIÁRIA

Leituras Relacionadas ao dia 28/08/2011 - CNBB
Verde. 22º DOMINGO Tempo Comum

1ª Leitura - Jr 20,7-9
A palavra do Senhor tornou-se
para mim fonte de vergonha.
Leitura do Livro do Profeta Jeremias 20,7-9
7Seduziste-me, Senhor, e deixei-me seduzir;foste mais forte, tiveste mais poder.Tornei-me alvo de irrisão o dia inteiro,todos zombam de mim.8Todas as vezes que falo, levanto a voz,clamando contra a maldade e invocando calamidades;a palavra do Senhor tornou-se para mimfonte de vergonha e de chacota o dia inteiro.9Disse comigo: "Não quero mais lembrar-me dissonem falar mais em nome dele."Senti, então, dentro de mim um fogo ardentea penetrar-me o corpo todo:desfaleci, sem forças para suportar.Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 62,2.3-4.5-6.8-9 (R. 2b)
R. A minh"alma tem sede de vós,
como a terra sedenta, ó meu Deus!


2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*Desde a aurora ansioso vos busco!A minh"alma tem sede de vós, minha carne também vos deseja,*como terra sedenta e sem água!R.
3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*para ver vossa glória e poder.4Vosso amor vale mais do que a vida:*e por isso meus lábios vos louvam.R.
5Quero, pois vos louvar pela vida,*e elevar para vós minhas mãos!6A minh"alma será saciada,*como em grande banquete de festa;cantará a alegria em meus lábios,*ao cantar para vós meu louvor!R.
8Para mim fostes sempre um socorro; *de vossas asas à sombra eu exulto!9Minha alma se agarra em vós;*com poder vossa mão me sustenta.R.


2ª Leitura - Rm 12, 1-2
Oferecei-vos em sacrifício vivo.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 12, 1-2
1Pela misericórdia de Deus, eu vos exorto, irmãosa vos oferecerdes em sacrifício vivo,santo e agradável a Deus:Este é o vosso culto espiritual.2Nóo vos conformeis com o mundo, mas transformai-vos,renovando vossa maneira de pensar e de julgar,para que possais distinguir o que é da vontade de Deus,isto é, o que é bom, o que lhe agrada,o que é perfeito.Palavra do Senhor.


Evangelho - Mt 16,21-27
Se alguém quer me seguir
renuncie-se a si mesmo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 16,21-27
Naquele tempo:21Jesus começou a mostrar a seus discípulosque devia ir à Jerusaléme sofrer muito da parte dos anciãos,dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei,e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia.22Então Pedro tomou Jesus à partee começou a repreendê-lo, dizendo:"Deus não permita tal coisa, Senhor!Que isto nunca te aconteça!"23Jesus, porém, voltou-se para Pedro, e disse:"Vai para longe, Satanás!Tu és para mim uma pedra de tropeço,porque não pensas as coisas de Deusmas sim as coisas dos homens!"24Então Jesus disse aos discípulos:"Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo,tome a sua cruz e me siga.25Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la;e quem perder a sua vida por causa de mim,vai encontrá-la.26De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiromas perder a sua vida?O que poderá alguém dar em troca de sua vida?27Porque o Filho do Homemvirá na glória do seu Pai, com os seus anjos,e então retribuirá a cada um de acordo com a suaconduta.Palavra da Salvação.

VEM SER DIZIMISTA



sábado, 27 de agosto de 2011

É O DÍZIMO SENHOR




LITURGIA DIÁRIA 27/8


Leituras Relacionadas ao dia 27/08/2011 - CNBB
Branco. Sábado da 21ª Semana Tempo Comum
Sta. Mônica, memória

1ª Leitura - 1Ts 4,9-11
Aprendestes de Deus mesmo
a amar-vos uns aos outros.
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses 4,9-11
Irmãos:
9Não é preciso escrever-vos a respeito do amor fraterno,
pois já aprendestes de Deus mesmo
a amar-vos uns aos outros.
10É o que já estais fazendo com todos os irmãos,
em toda a Macedônia.
Só podemos exortar-vos, irmãos, a progredirdes sempre mais.
11Procurai viver com tranqüilidade,
dedicando-vos aos vossos afazeres
e trabalhando com as próprias mãos, como recomendamos.
Palavra do Senhor. 


Salmo - Sl 97,1. 7-8. 9 (R. 9)
R. O Senhor julgará as nações com justiça.

1Cantai ao Senhor Deus um canto novo, *
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo *
alcançaram-lhe a vitória.R.
7Aplauda o mar com todo ser que nele vive, *
o mundo inteiro e toda gente!
8as montanhas e os rios batam palmas *
e exultem de alegria,R.
9na presença do Senhor, pois ele vem, *
vem julgar a terra inteira.
Julgará o universo com justiça *
e as nações com eqüidade.R. 


Evangelho - Mt 25,14-30
Como foste fiel na administração de tão
pouco, vem participar de minha alegria.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25,14-30
Naquele tempo,Jesus contou esta parábola a seus discípulos:14Um homem ia viajar para o estrangeiro.Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens.15A um deu cinco talentos,a outro deu dois e ao terceiro, um;a cada qual de acordo com a sua capacidade.Em seguida viajou.16O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo,trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.17Do mesmo modo, o que havia recebido doislucrou outros dois.18Mas aquele que havia recebido um só,saiu, cavou um buraco na terra,e escondeu o dinheiro do seu patrão.19Depois de muito tempo, o patrão voltoue foi acertar contas com os empregados.20O empregado que havia recebido cinco talentosentregou-lhe mais cinco, dizendo:`Senhor, tu me entregaste cinco talentos.Aqui estão mais cinco que lucrei".21O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel!como foste fiel na administração de tão pouco,eu te confiarei muito mais.Vem participar da minha alegria!"22Chegou também o que havia recebido dois talentos,e disse:`Senhor, tu me entregaste dois talentos.Aqui estão mais dois que lucrei".23O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel!Como foste fiel na administração de tão pouco,eu te confiarei muito mais.Vem participar da minha alegria!"24Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento,e disse: `Senhor, sei que és um homem severo,pois colhes onde não plantastee ceifas onde não semeaste.25Por isso fiquei com medoe escondi o teu talento no chão.Aqui tens o que te pertence".26O patrão lhe respondeu: `Servo mau e preguiçoso!Tu sabias que eu colho onde não planteie que ceifo onde não semeei?27Então devias ter depositado meu dinheiro no banco,para que, ao voltar,eu recebesse com juros o que me pertence."28Em seguida, o patrão ordenou:`Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez!29Porque a todo aquele que temserá dado mais, e terá em abundância,mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.30Quanto a este servo inútil,jogai-o lá fora, na escuridão.Ali haverá choro e ranger de dentes!"Palavra da Salvação.


Reflexão - Mt 25, 14-30
Um dos maiores perigos que ameaçam a verdadeira vivência da fé é o medo. Este medo faz com que não sejamos capazes de produzir os frutos exigidos pelo Reino de Deus. Mas esse medo sempre aparece com máscaras que nos enganam e uma das mas sutis que encontramos é aquela que é confundida com a virtude da prudência. Perguntamos se é prudente fazer isso ou aquilo e em nome da prudência justificamos o nosso medo. Nesta hora, devemos nos recordar de Maria, a Virgem prudentíssima, que não julgou prudente conversar com José antes de responder ao Anjo ou ficou esperando a vida inteira pelo milagre de Caná.


Caixa de entrada de comentários - Ajuda do Blogger

Caixa de entrada de comentários - Ajuda do Blogger: 'via Blog this'

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

PARA QUE SER DIZIMISTA 1ª PARTE 25/08


PARA QUE SER DIZIMISTA?
Representando meu salário trinta dias do meu tempo, da minha existência, na verdade ele contém uma parcela da minha vida. Assim, o que eu ofertar desse salário será um pouco de mim mesmo que estarei ofertando. Será importante, pois, saber o que será feito desse pedaço de mim.

"Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura" (Mc 16,15). Evangelizar é a primeira e principal missão da Igreja. Ordenados ou não, se somos parte dessa Igreja, membros do corpo místico cuja cabeça é Cristo, então essa missão é de todos nós, herdada no batismo e individualmente assumida no crisma.

Mas Jesus torna-nos também responsáveis por nossos irmãos. "Amai-vos uns aos outros", diz Ele. "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos", completa (Jo 15, 12-13). E ainda nos coloca em xeque em relação às atitudes que tivermos perante os mais desvalidos, com fome, com sede, com frio, doentes, aprisionados: "...todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes" (Mt 25, 31-40).

"...A toda a criatura" - quer dizer, uma missão sem fronteiras, para além dos limites, uma Igreja verdadeiramente missionária. Como Paulo e os outros apóstolos, e muitos missionários, religiosos e religiosas, todos, como membros desse corpo, devemos contribuir para que a obra de evangelização prospere e se irradie.

Nosso dízimo, aquele pedacinho de vida de cada um de nós, ofertado a Deus, vai permitir que Ele se manifeste através da Igreja, pela proclamação de Sua palavra, pela sagrada Eucaristia, pelos sacramentos, pelo socorro aos carentes, pelo trabalho missionário.

Nosso dízimo, aquele pedacinho de nossa vida, proverá o sustento do ministro ordenado, pagará salários de funcionários da paróquia, possibilitará a compra de material litúrgico, de material de uso das diversas pastorais, cobrirá os gastos com impostos, taxas e na limpeza, conservação e embelezamento do templo. É a dimensão religiosa do dízimo.

Nosso dízimo, aquele pedacinho de nossa vida, comprará remédios para os doentes que procuram a comunidade, cestas básicas para as famílias carentes, auxiliará em situações de penúria o paroquiano, sustentará cursos profissionalizantes que permitam aumentar as possibilidades de ganho para os mais humildes. É a dimensão social.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

LITURGIA DIÁRIA 24/8


1ª Leitura - Ap 21,9b-14
A muralha da cidade tinha doze alicerces,
e sobre eles estavam escritos
os nomes dos doze 
póstolos do Cordeiro.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João 21,9b-14

9bUm anjo falou comigo e disse: "Vem!Vou mostrar-te a noiva, a esposa do Cordeiro".10Então me levou em espíritoa uma montanha grande e alta.Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém,descendo do céu, de junto de Deus,11brilhando com a glória de Deus.Seu brilho era como o de uma pedra preciosíssima,como o brilho de jaspe cristalino.12Estava cercada por uma muralha maciça e alta,com doze portas.Sobre as portas estavam doze anjos,e nas portas estavam escritos os nomesdas doze tribos de Israel.13Havia três portas do lado do oriente,três portas do lado norte,três portas do lado sule três portas do lado do ocidente.14A muralha da cidade tinha doze alicerces,e sobre eles estavam escritosos nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 144(145),10-11.12-13ab.17-18 (R. cf. 12a)
R. Â Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso!

10Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, *e os vossos santos com louvores vos bendigam!11Narrem a glória e o esplendor do vosso reino *e saibam proclamar vosso poder!R.
12Para espalhar vossos prodígios entre os homens *e o fulgor de vosso reino esplendoroso.13aO vosso reino é um reino para sempre, *13bvosso poder, de geração em geração.R.
17É justo o Senhor em seus caminhos, *é santo em toda obra que ele faz.18Ele está perto da pessoa que o invoca, *de todo aquele que o invoca lealmente.R.
Evangelho - Jo 1,45-51
Aí vem um israelita de verdade,
um homem sem falsidade.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 1,45-51

45Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse:"Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei,e também os profetas:Jesus de Nazaré, o filho de José".46Natanael disse:"De Nazaré pode sair coisa boa?"Filipe respondeu: "Vem ver!"47Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou:"Aí vem um israelita de verdade,um homem sem falsidade".48Natanael perguntou: "De onde me conheces?"Jesus respondeu:"Antes que Filipe te chamasse,enquanto estavas debaixo da figueira,eu te vi".49Natanael respondeu:"Rabi, tu és o Filho de Deus,tu és o Rei de Israel".50Jesus disse: "Tu crês porque te disse:Eu te vi debaixo da figueira?Coisas maiores que esta verás!"51E Jesus continuou: "Em verdade, em verdade, eu vos digo:Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendosobre o Filho do Homem".Palavra da Salvaçào.
Reflexão - Jo 1, 45-51
Quando André revela que encontrou o Messias a Natanael ou Bartolomeu, palavra que quer dizer "filho do agricultor", a atitude de Natanael foi de dúvida: "De Nazaré, pode sair coisa boa?" No entanto, ele vence a sua desconfiança, atende ao convite que foi feito por André e vai encontrar-se com Jesus. A experiência do encontro pessoal com Jesus faz com que Natanael venha a reconhecer a sua divindade e torne-se seu discípulo pelo resto de sua vida, mostrando-nos com isso que, apesar de todos os nossos problemas, se procurarmos ter retidão de coração e vencer as nossas fraquezas, também faremos a experiência do encontro pessoal com Jesus e também nos tornaremos seus verdadeiros discípulos.

DIZIMO E OFERTA 24/08


DÍZIMO OU OFERTA?
É verdade que na Bíblia Sagrada Deus nos pede o Dízimo e a Oferta. "Pagai integralmente os dízimos à casa do Senhor" (Mal 3,10). "Dizei ao povo de Israel que me faça uma oferta diz o Senhor" (Ex 25,2).

Existe uma grande diferença entre Dízimo e Oferta, embora ambos sejam fruto de nossa fé, do nosso reconhecimento, da nossa gratidão para com Deus, da nossa generosidade, de nosso coração.

Dízimo é devolver a Deus, com fidelidade, uma parte de tudo aquilo que Ele próprio nos dá, como primícias da nossa renda. Quer dizer que toda vez que Deus nos dá, nós separamos 'as primícias', a parte consagrada a Ele, e fazemos a devolução. Se a nossa renda é a colheita, nós daremos o nosso Dízimo quando realizarmos a nossa colheita no campo. Se a nossa renda é o nosso salário, devolvemos nosso Dízimo como primeiro gesto de gratidão a Deus, logo que recebemos o nosso salário. Se a nossa renda for o fruto da renda de algum bem, daremos o dízimo da nossa renda ao receber o que ganhamos com a venda daquele bem.

Oferta é livre, não tem momento certo, depende da necessidade de quem solicita e da disponibilidade de quem oferece. O Dízimo tem um destino certo: a Igreja de Jesus cristo, para a realização da obra de Deus, de acordo com um plano pastoral que abrange a dimensão religiosa, social e missionária. Este plano tem continuidade, não pode sofrer interrupções, por isso deve contar com recursos regulares. É o Dízimo que deve sustentar o plano pastoral da Igreja para a realização da obra de Deus. As ofertas se destinam geralmente para a realização de obras complementares ou para socorrer alguma emergência pessoal ou comunitária, ou ajudar o plano pastoral da Igreja, mas como acréscimo ao Dízimo, que constitui a pastoral de sustentação da vida paroquial.

A Pastoral do Dízimo é social e missionária. Este plano tem continuidade, não pode sofrer interrupções, por isso deve contar com recursos regulares. É o Dízimo que deve sustentar o plano pastoral da Igreja para a realização da obra de Deus. As ofertas se destinam geralmente para a realização de obras complementares ou para socorrer alguma emergência pessoal ou comunitária, ou ajudar o plano pastoral da Igreja, mas como acréscimo ao Dízimo, que constitui a pastoral de sustentação da vida paroquial

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE O DÍZIMO? CONTINUAÇÃO 23/08


Mat. 3,10 e 11: "Pagai integralmente os dízimos ao tesouro do templo, para que haja alimento em minha casa. Fazei a experiência, diz o Senhor dos exércitos, e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e se não derramo a minha benção sobre vós muito além do necessário".

Comentário: Aqui está o verdadeiro sentido do Dízimo. Deus pede o Dízimo e diz para quê. Não pode faltar nada na casa de ningúem. E o direito de todos participarem de tudo o que precisam para uma vida feliz e digna. Nós mesmos somos a casa onde Deus que fazer morada. Esta morada tem que ser digna. Dízimo, dízimo mesmo como sinal de partilha, garante esta dignidade. "Tesouro do templo" lugar onde eram depositadas as ofertas, os dízimos que as pessoas traziam. Seriam uma espécie de depósito que funcionava numa sala junto ao templo. Vemos aqui o Criador prometer suas bençãos. Não é o homem que impõe condições como fez Jacó, e sim o Senhor oferecendo bondosamente propondo uma experiência. "A prata e o ouro me pertencem, diz o Senhor." (Ageu 2,8).

2Corintios 9,7: "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.

Salmo 23: "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

1Corintios 4,7: "Pois, quem te diferença? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?"

Lucas 17,11-19: "E aconteceu que, indo ele a Jerusalém, passava pela divisa entre a Samária e a Galiléia. Ao entrar em certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos, os quais pararam de longe, e levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem compaixão de nós! Ele, logo que os viu, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, enquanto iam, ficaram limpos. Um deles, vendo que fora curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, dando-lhe graças; e este era samaritano. Perguntou, pois, Jesus: Não foram limpos os dez? E os nove, onde estão? Não se achou quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro? E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou".

Malaquias 3,10: "Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança."

Lucas 21,1-4: "Jesus, levantando os olhos, viu os ricos deitarem as suas ofertas no cofre; viu também uma pobre viúva lançar ali dois leptos; e disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos; porque todos aqueles deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento".

Mateus 6,25-31: "Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?"

Lucas 12,16-21: "Propôs-lhes então uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância; e ele arrazoava consigo, dizendo: Que farei? Pois não tenho onde recolher os meus frutos. Disse então: Farei isto: derribarei os meus celeiros e edificarei outros maiores, e ali recolherei todos os meus cereais e os meus bens; e direi à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe, regala-te. Mas Deus lhe disse: Insensato, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus."

Mateus 18,20: "Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles."

Mateus 25,40: "E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes."

João 14,1-5: "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. E para onde eu vou vós conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?"

Mateus 25,34: "Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas: e a uns deles matareis e crucificareis; e a outros os perseguireis de cidade em cidade."

Mateus 28,19-20: "Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos."

Mc 16,15: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura."

Leia ainda as citações onde a Palavra de Deus nos orienta sobre o dízimo: Ex 22,28-29 (deve-se oferecer a Deus o melhor); 1Sm 8,14-18 (o dízimo a serviço do rei); 2Cr31,2-10 (o dízimo e o clero); Ne 10,33-40 (o dízimo e o templo); Ne 13,10-12 (o dízimo e os ministros do templo); Tb 1,6-8 (o testemunho de um dizimista fiel); e Ml 3,5-12 (o dízimo é uma fonte de bênçãos).


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE O DÍZIMO? CONTINUAÇÃO 22/08

Gen. 28,20: "Jacó fez então este voto: Se Deus for comigo, se ele me guarda durante esta viagem que empreendi, e me der pão para comer e roupa para vestir, e me fizer voltar em paz à casa paterna, então o Senhor será o meu Deus. Esta pedra da qual fiz uma estrela será uma casa de Deus e pagarei o dízimo de tudo o que me deres".

Comentário: Jacó fez o voto de dar o dízimo de tudo aquilo que Deus lhe daria Se Deus o atendesse, ele lhe daria 10% e o reconheceria como Deus. Caso contrário... Deus o atendeu e Jacó cumpriu sua promessa. Não tenha medo de pedir e ser fiel.

Lev. 27, 30-31: "Todos os dízimos da terra tomados da semente do solo ou dos frutos das árvores são própriedade do Senhor: é uma coisa consagrada ao Senhor. Todos os dízimos do gado maior e menor, os dízimos do que passa sob o cajado do pastor, o décimo (animal) será consagrado ao Senhor".

Comentário: O dízimo é propriedade do Senhor. Esta é a passagem mais explícita da Bíblia sobre a obrigatoriedade do dízimo. Imagem no quintal de nossa casa uma laranjeira com dez laranjas.

Tob. 1,6-7: "Dirigia-se ao templo do Senhor Deus de Israel, oferecendo fielmente as prímicias e os dízimos de todos os seus bens. De três em três anos, dava ao prosélios e aos estrangeiros todo o seu dízimo".

Comentário: Tobit foi sempre um homem bom, e fiel e temente a Deus, e por isso protegido por Êle.

Mt. 23,23: "Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro e do caminho e desprezais os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia, a fidelidade. Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante".

Luc. 11,42: "Aí de vós fariseus que pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de diversas ervas, e desprezais a justiça e o amor de Deus. No entanto, era necessário praticar estas coisas, sem contudo deixar de fazer aquelas outras coisas".

Comentário: O fato de pagarmos o dízimo não nos autoriza a sermos injustos e exploradores. É necessário dar ofertas, é mais necessário praticar a justiça. O dízimo me torna fiel e justo para com Deus. Mas deve tornar-me fiel e justo com meus irmãos, lutando contra a opressão e as injustiças. Nove eu posso apanhar, chupar, vender, dar. Posso fazer aquilo que eu quero. Uma pertence à Deus. É o dízimo. Mas Deus me dá liberdade. Deixa-me livre. Eu posso apanhar ou não aquela laranja consagrada a Êle. Mas se uso mal a liberdade e a apanho e chupo, estou comendo a semente. Se como a semente não planto, se não planto, não posso colher.

Mat. 3,8-9: "Pode o homem enganar seu Deus? Por que procurais enganar-me? E ainda perguntais: Em que vos temos enganado? No pagamento dos dízimos e nas ofertas. Fostes atingido pela maldição, e vós, nação inteira, procurais enganar-me".

Comentário: O Dízimo é algo importante e sério. Ficar com o que é dos outros é roubo. Será que conseguiremos enganar a Deus? Basta olhar a realidade do mundo e ao nosso redor para compreendermos a seriedade deste texto. Mas, de outro lado, o texto seguinte expressa a vontade de Deus e a sua disponibilidade de abençoar aquele que é fiel.


domingo, 21 de agosto de 2011

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE O DÍZIMO? CONTINUAÇÃO 21/08



1º Cor. 9,4-14: "Não temos nós, porventura, o direito de comer ou beber? Acaso não temos trás a direito de deixar que nos acompanhe uma mulher irmã, a exemplo dos outros apóstolos e dos irmãos do Senhor e de Cefas? Ou só eu e Barnabé não temos direito de deixar o trabalho? Quem jamais, vai à guerra à sua custa? Quem planta uma vinha e não come de seu fruto? Quem apascenta um rebanho e não se alimenta do leite do rebanho? Trata-se, acaso de simples norma entre os homens? Ou a Lei não diz também o mesmo? Na Lei de Móises está escrito: Não atarás a boca ao boi que debulha (Deut. 25,4) Acaso Deus tem dó dos bois? Não é na realidade, em atenção a nós que ele diz isto? Sim! É por nós que esta escrito. Quem trabalha deve trabalhar com esperança e igualmente quem debulha deve debulhar com esperanças de receber sua parte. Se entre vós semeamos bens espirituais, será, proventura, demasiada exigência colhermos de vossos bens materiais? Se outros arrogam este direito sobre vós, não o temos muito mais? Entretanto, não temos feito uso deste direito: sofremos tudo para não pôr obstáculo algum ao Evangelho de Cristo. Não sabeis que os ministros do culto vivem do culto, e que os que servem ao altar participam do altar? Assim também ordenou o Senhor que os que anunciam o Evangelho vivam do Evangelho".

"O PRÓPRIO JESUS PARA NÃO ESCANDALIZAR, PAGOU TRIBUTO"

Comentário: Muitos padres não recebem seu salário, seu sustento digno. É dever grave da comunidade cuidar do sustento de seus agente de pastoral. É direito daquele que prega o Evangelho viver do Evangelho. Este é um aspécto pouco reconhecido entre nós, cristãos de hoje. Fomos envenenados pela idéia de que a igreja é rica. Uma maneira fácil, cômoda, de nos omitir. Até quando? Eis ai também o direito do trabalhador, de participar daquilo que produz. Tanto o padre, como as irmãs ou os agentes da Pastoral adquirem o direito de participar das ofertas e do dízimo na medida em que se dedicam à comunidade.

Mat. 22, 15-21: "Reuniram-se, então, os fariseus para deliberar entre si sobre a maneira de surpreender Jesus nas suas própias palavras. Enviaram seus discípulas com os herodianos, que lhe disseram: "Mestre, sabemos que és verdadeiro e ensinas o caminho de Deus em toda a verdade, sem te preocupares de ninguém, porque não olhas para a aparência dos homens. Dize-nos, pois o que te parecer: é permitido ou não pagar o imposto a César?" Jesus, percebendo a sua malícia respondeu que se pago imposto". Apresentaram-lhe um denário. Perguntou Jesus: "De quem é esta imagem e esta inscrição? "De César"- responderam-lhe. Disse-lhe então Jesus: "Daí, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus".

Comentário: Imposto paga-se o devido; a Deus, oferece-se conforme manda o coração. No antigo Testamento o dízimo era obrigatório só para atender determinada necessidade. A quantia era determinada pelas autoridades, tipo imposto. Quando é Deus que pede, a oferta é conforme manda o coração. Supõe-se aqui um coração conscientizado que conhece seus deveres, que conhece as necessidades da paróquia e corresponde por amor, por justiça.


SANTO DO DIA 21/08


São Pio X

21 de Agosto


São Pio XCelebramos hoje um Papa que mereceu ser reconhecido por santo, embora na humildade típica das almas abençoadas, José Sarto respondia àqueles que o chamavam de santo: "Não santo, mas Sarto". Nascido em 1835 ao norte da Itália e de família muito simples e religiosa, o pequeno José, com muito esforço e sacrifício conseguiu – com o apoio dos pais – estudar e entrar para o Seminário.

Com sua permanente autodefinição: "um pobre vigário da roça", José Sarto percorreu com simplicidade o caminho que o Espírito Santo traçou da responsabilidade de vigário de uma pequena aldeia até o Papado. Tomando o nome de Pio X, chamava a atenção pela modéstia e pobreza que o possibilitava à vivência da sua idéia-força: "Restaurar todas as coisas em Cristo".

São Pio X foi Papa de 1903 a 1914. Ocupado com a pastoral, São Pio X realizou reformas na liturgia, favoreceu a comunhão diária e a comunhão das crianças, sendo que no campo doutrinal rebateu por amor à Verdade o relativismo moderno. Sorridente, pai e pastor, São Pio X entrou no Céu com 79 anos, deixando para a Igreja o seu testemunho de pobreza, pois conta-se o fato, tomou dinheiro emprestado para comprar as passagens de ida e volta rumo ao conclave que o teria escolhido Papa, pois não acreditava num erro do Espírito Santo.


São Pio X, rogai por nós!

LITURGIA DIÁRIA 21/08


Leitura (Apocalipse 11,19;12,1.3-6.10)
Leitura do Livro do Apocalipse de São João:

19aAbriu-se o Templo de Deus que está no céu e apareceu no Templo a Arca da Aliança.
12,1Então apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas.
3Então apareceu outro sinal no céu: um grande Dragão, cor de fogo. Tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete coroas. 4Com a cauda, varria a terça parte das estrelas do céu, atirando-as sobre a terra. O Dragão parou diante da Mulher, que estava para dar à luz, pronto para devorar o seu Filho, logo que nascesse.
5E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o Filho foi levado para junto de Deus e do seu trono.
6aA mulher fugiu para o deserto, onde Deus lhe tinha preparado um lugar.
10abOuvi então uma voz forte no céu, proclamando: “Agora realizou-se a salvação, a força e a realeza do nosso Deus, e o poder do seu Cristo”.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.
Salmo responsorial 44/45
— À vossa direita se encontra a rainha,/ com veste esplendente de ouro de Ofir.
— À vossa direita se encontra a rainha,/ com veste esplendente de ouro de Ofir.

— As filhas de reis vêm ao vosso encontro,/ e à vossa direita se encontra a rainha/ com veste esplendente de ouro de Ofir.
— Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto:/ “Esquecei vosso povo e a casa paterna!/ Que o rei se encante com vossa beleza!/ Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!
— Entre cantos de festa e com grande alegria,/ ingressam, então, no palácio real.
 

Leitura (1 Coríntios 15,20-27)
Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 20Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram.
21Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos mortos.
22Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão. 23Porém, cada qual segundo uma ordem determinada: Em primeiro lugar, Cristo, como primícias; depois, os que pertencem a Cristo, por ocasião de sua vinda. 24A seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus Pai, depois de destruir todo principado e todo poder e força.
25Pois é preciso que ele reine até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés. 26O último inimigo a ser destruído é a morte. 27aCom efeito, “Deus pôs tudo debaixo de seus pés”.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

INVOQUEMOS O ESPÍRITO SANTO PARA FAZERMOS A LEITURA DO EVANGELHO
Oração do Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.
Oremos
Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém
Evangelho (Lucas 1,39-56)
Aleluia, aleluia, aleluia.
Maria é elevada ao céu, alegram-se os coros dos anjos
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naqueles dias, 39Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia.
40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel.
41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! 43Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.
46Então Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o respeitam.
51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”.
56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 20 de agosto de 2011

O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE O DÍZIMO? CONTINUAÇÃO 20/08



Deut. 12, 11-14: 14-28: "Então, ao lugar que o Senhor, vosso Deus, escolheu para estabelecer nele o seu nome, ali levareis todas as coisas que vos ordeno: vossos holocautos, vossos sacrifícios, vossos dízimos, vossas primícias e todas as ofertas escolhidas que tiverdes prometido por voto ao Senhor".

"Guarda-te de oferecer os teus holocautos em qualquer lugar; oferecê-los as unicamente no lugar que o Senhor escolher em uma de suas tribos, e é ali que oferecerás teus holocaustos e farás tudo que te ordeno".

Comentário: O dízimo deve ser levado à comunidade onde vivo, de que participo e onde celebro a fé. Eu não posso administrar o Dízimo, que a mão esquerda não saiba o que deu a direita. (Mt. 6-3). Fazer uma cesta de alimentos e dar aos pobres é caridade e não Dízimo. É muito importante canalizar os esforços e a generosidade dentro da comunidade cristã.

Heb. 7,5: "Os filhos de Levi, revestidos do sacerdócio, na qualidade de filhos de Abrãao, têm por missão receber o dízimo legal do povo, isto é, de seus irmãos".

Comentário: A equipe, com a participação do padre, deve receber o Dízimo e ajudar a Comissão da Comunidade, como os filhos de Levi ajudavam os sacerdotes no templo, naquela época.

Deut. 26, 12-13: "Quando tiveres acabado de separar o dízimo de todos os teus produtos no terceiro ano que é o ano do dízimo, e tiveres distribuído ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que tenham em tua cidade de que comer com fartura, dirás em presença do Senhor, teu Deus: Tirei de minha casa o que era consagrado para dar ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, como me ordenaste: não transgredi nem omiti nenhum dos vossos mandamentos".

Comentário: O dízimo estabelece um principio de fidelidade entre a criatura e seu criador.

Num. 18, 26-28:"Dirás aos levitas: quando receberdes dos israelitas o dízimo que vos dei de seus bens por herança, tornareis deles uma oferta para o Senhor, o dízimo dos dízimos. Esta reserva será como o trigo tornado na eira e como o vinho tomado do lagar. Desse modo, fareis também vós uma reserva devida ao Senhor de todos os dizimos que receberdes dos israelitas, e esta oferta reservada para o Senhor, vós a entregareis ao sacerdote Aarão".

Comentário: Os padres ou agentes de Pastoral têm o direito de receber seus salários. Deste salário devem dar o dízimo. Em São Paulo cada padre dá 10% de um salário para um fundo comum, para ajudar os padres idosos ou doentes. Que belo exemplo!




SANTO DO DIA 20/08


São Bernardo

20 de Agosto


São BernardoCom muita alegria celebramos a santidade do abade e doutor da Igreja: São Bernardo. Nascido no Castelo de Fontaine em 1904, perto de Dijon (França), pertencia a uma família nobre, a qual se assustou com sua decisão radical de seguir Jesus como monge cisterciense.

São Bernardo é considerado pela Família Cisterciense um segundo fundador, pois atraía a tantos para a Ordem, que as mães e esposas afastavam os filhos e maridos do santo; tamanho era real o poder de atração de Bernardo que todos os irmãos, primos e amigos o seguiram. Homem de oração, destacou-se como pregador, prior, místico, escritor, fundador de mosteiros, abade, conselheiro de Papas, Reis, Bispos e também polemista, político e pacificador.

Aconteceu que São Bernardo, mesmo sendo contemplativo, entrou no concreto da realidade da sua época, a ponto de participar de várias polêmicas internas e externas da Igreja da época.

No ano de 1115, o seu abade Estevão mandou-o com doze companheiros fundar, no Vale do Absíntio, aquilo a que São Bernardo chamou Vale Claro (Claraval). Do Mosteiro de Claraval, o santo irradiava a luz do Cristianismo, isto também pelos escritos, como o Tratado do Amor de Deus e o Comentário ao Cântico dos Cânticos; a invocação é fruto de sua profunda e sólida devoção a Nossa Senhora: "Ó clemente, ó piedosa, ó doce e sempre Virgem Maria". Pela Mãe do Céu, foi acolhido na eternidade em 1153.

Escreveu numerosas obras, milhares de cartas, mais de 300 sermões; interveio em todas as disputas doutrinais, em todas as grandes questões religiosas e seculares da época. Por ordem de tempo, considera-se o último dos Padres da Igreja. Um seu editor, falecido em 1707, Mabillon, escreveu sobre ele: "É o último dos Padres mas iguala os maiores".


São Bernardo, rogai por nós!


LITURGIA DIÁRIA 20/08


Leitura (Rute 2,1-3.8-11; 4,13-17)
Leitura do Livro de Rute.

1Noemi tinha um parente por parte do marido, homem poderoso e muito rico, da família de Elimilec, chamado Booz. 2Rute, a moabita, disse à sua sogra: “Permite que eu vá ao campo apanhar espigas, onde possa encontrar quem se mostre cle­mente para comigo”. Noemi respondeu: “Vai, minha filha”. 3Rute foi, pois, colher espigas num campo atrás dos ceifeiros. Aconteceu que aquele era justamente o campo de Booz, parente de Elimelec.”8E Booz disse a Rute: ”Ouve, minha filha, não vás apanhar espigas em outro campo, e não te afastes daqui, mas junta-te às mi­nhas servas. 9Observa onde estão ceifando e vai atrás delas; pois ordenei aos meus servos que ninguém te moleste. Quando tiveres sede, vai aos cântaros e bebe da água de que bebem os meus servos”. 10Então Rute, caindo-lhe aos pés, inclinou-se profundamente e disse: “Como pude encontrar graça a teus olhos, e te dignaste fazer caso de mim, uma mulher estrangeira?” 11Respondeu-lhe Booz: “Contaram-me tudo o que fizeste por tua sogra, depois da morte de teu marido: como deixaste teus pais e a terra onde nasceste, e vieste para um povo que antes não conhecias”,
4,13Então Booz tomou Rute e recebeu-a como esposa. Uniu-se a ela e o Senhor concedeu-lhe a graça de conceber e dar à luz um filho. 14As mulheres diziam a Noemi: “Bendito seja o Senhor, que não permitiu que faltasse um sucessor à tua família e quis que o seu nome se conservasse em Israel, 15para que tenhas quem console a tua alma e te sustente na velhice, porque nasceu um menino de tua nora, que te ama e é para ti melhor que sete filhos”. 16E Noemi tomou o menino, colocou-o no colo, e serviu-lhe de ama. 17As vizinhas congratulavam-se com ela, dizendo: “Nasceu um filho a Noemi”, e deram-lhe o nome de Obed. Ele foi o pai de Jessé, pai de Davi.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.
Salmo responsorial 127/128
— Será assim abençoado todo aquele que respeita o Senhor.
— Será assim abençoado todo aquele que respeita o Senhor.

— Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!
— A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de oliveira ao redor de tua mesa.
— Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião; cada dia de tua vida.
Evangelho (Mateus 23,1-12)
Aleluia, aleluia, aleluia.
Vós tendes um só Pai, que está no céu, vosso guia é um somente, é o Messias (Mt 23,9
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus falou às multidões e aos seus discípulos: 2“Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés. 3Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações! Pois eles falam e não praticam. 4Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros, mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo. 5Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros. Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços, e põem na roupa longas franjas. 6Gostam de lugar de honra nos banquetes e dos primeiros lugares nas sinagogas. 7Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre.
8Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos. 9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é o vosso Guia, Cristo. 11Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.